quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

tudo se realiza


 acho linda a expressão dar a luz. a gente dá a luz e recebe tanta, tanta luz.
então é este -  o cartão que a minha filha, a sans siècle, cent siècle 
(pra quem quer conhecer mais: www.ameninasemseculo.blogspot.com)
o presente que reparto com vocês.
com o desejo que possamos construir sempre relações assim, de verdadeira troca,enriquecimento, transparência, sinceridade, intensidade de quem tem paixão, coragem de ser,
 de quem faz contato com si mesmo para construir
cada vez mais qualidade no contato com o outro.
 repito com ela:

que todo movimento gere realização
que todo desejo gere movimento


ano novo


ano novo pra mim acontece o ano inteiro.vários anos novos.sabe quando de repente dá um clique de consciência e você dá um salto e entra num lugar e tempo que não conhecia ainda? vê tudo com olhos que vêem muito e tudo pela primeira vez? sim, eu vibro também num final de ano, agora é final da primeira década de um novo milênio. mas...sinceramente não dou essa importância toda à virada de um ano para outro.hoje me senti meio árvore, alheia a calendários mas muito ligada às estações, chuva, sol, frutos, flores, pássaros, gente, plantios e colheitas.uma gratidão conectada, wireless.ontem acordei e me deu vontade de usar amanhã uma saia de renda vintage que comprei ainda outro dia (sem forro e bem transparente).consegui uma costureira linda chamada tereza, de astral iluminado, um sorriso raro, comprei o tecido na primeira loja que entrei, o vendedor indicou uma cor além da minha imaginação,hoje fui buscar e dei de cara com a saia mais linda ainda do que no dia em que a encontrei. foi tudo soft, andando a pé no meio da chuva.se vestirei a saia amanhã ou outro dia não sei.a proximidade do ano novo, o desejo de cores amanteigadas e douradas fez com que eu tomasse logo a providência de fazer o forro. e que todos os dias sejam assim. pra mim eles são.com pequenos e grandes detalhes. tenho plena consciência quando deixo algo pra depois ou quando procuro que o depois se antecipe ao tempo. desde pequena vivem em mim uma protagonista e uma espectadora.este ano eu termino, mais uma vez, cheia de respostas e com novas perguntas.é muito bom!

feminices


 balanço das decisões que publiquei aqui para 2009.

1- usar mais vestidos - usei
2- passar mais rímel – cor de vinho – passei preto a prova d’água
3- caminhar na areia – mais no rio do que nas praias do Rio
4- ir mais ao Jardim Botânico - fui
5- tomar café da manhã mais consistente – nem sempre
6- continuar barroca e minimalista – e (quando precisar) encurtar o caminho do barroco ao minimalismo - consegui
7- ouvir música como se estivesse no campo – consegui mais no campo
8- celebrar comigo mesma e junto – celebrei



decisões para 2010

1 – usar muito meus novos biquínis de pano
2- experimentar mais batons
3- apreciar mais o sol da manhã batendo sobre o mar
4- passar todas as noites creme no rosto (eliminar essa preguiça)
5 – tomar mais suco de graviola, cupuaçu – como fiz hoje para sentir aqui o gosto da floresta amazônica na boca
6 – decorar textos sempre – os que eu escrevo e dos outros
7 – expandir mais as minhas boas e férteis loucuras
8 – celebrar muito comigo mesma e junto, sempre





assim


eu vejo a vida aqui e agora do ponto de vista da eternidade

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

energias sutis
























ela contou que ele chegou à conclusão que existem duas grandes energias com que as pessoas podem se conectar,a do amor e a do medo e que a grande maioria ainda se conecta com a do medo. penso que existem mais energias que operam entre o amor e o medo.este ano foi um intenso laboratório de contato com pessoas incriveis, comprometidas com a vida, a troca, o diálogo, as mudanças positivas, o avanço da vida e pessoas peritas em criar desarmonia, viver direto na mentira, fiquei bem impressionada como elas agem e enganam. não sou psiquiatra mas tive a oportunidade de vivenciar o equivalente a um doutorado e perceber as inúmeras nuances que existem entre o que é sanidade e falta de sanidade, humanidade e falta de humanidade.grande ano! impressionante! obrigada!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

reorganizando os pensamentos






uma pilha de roupas sobre a poltrona, bijoux por todos os lados, estou enrolando pra começar a arrumar. quero ter um closet com lanternas orientais, essa é a idéia. amplo e de dia que entre a luz natural. esse aí está mais parecido com a minha mente nesta segunda-feira. agora preciso de silêncio.

tudo amplo com sol da manhã



domingo, 27 de dezembro de 2009

profundo prazer






pequena lista do que me dá profundo prazer: cerejas, porcelana pintada com rosas, espelhos antigos, bons livros, mandalas, colagem e conversar horas e horas e criar novas perspectivas com a minha filha.

telefone sem fio

estes foram presentes mais que especiais que ganhei do meu mais novo e querido amigo de sete anos: uma pluma de pavão colhida durante uma excursão a uma fazenda e duas tatuagens, uma mulher alada e estas rosas no meio de filigranas,adoro.como ele sabia? é a linguagem do coração.

sábado, 26 de dezembro de 2009

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

alegre o coração



desejo que todos os deuses sejam propícios a todos os bens que vivem nos seus sonhos.
liu ling, poeta chinês em 140 a.c. e eu, hoje

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009



prezado cidadão

colabore com a Lei.
colabore com a Ligth.
mantenha luz própria.

o poema de chacal aparece na mesa do restaurante.
comentário simultâneo da família: na minha energia ninguém mais faz gato.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

ingredientes


tiramisu,o nome já diz, elevar o astral,o doce que energiza + leveza com musicalidade visível + ritmo constante, vibrante e confiante, são alguns dos ingredientes que não podem faltar nunca.

o infinito não acaba

                oinfinitonãoacaba,
escrito assim, tudo junto. foi com essa
frase/pensamento/insigth que terminei
esta madrugada a minha imensa colagem
focada em sensualidade. fazer esse trabalho
me proporcionou, além de muito prazer, novas percepções sobre tudo.obrigada pela encomenda.
sinto até agora o perfume da tinta japonesa e todos novos caminhos.

sábado, 19 de dezembro de 2009

re-descubra-se


conexões humanas


large stars - quadro de joyce kosloff

a humanidade ainda tem pela frente muitos desafios. mas a chave para solucionar todos os problemas - seja para edificar uma paz duradoura, seja para proteger o meio ambiente, seja para superar crises econômicas - está em nos despojar de toda a apatia e idéias preconcebidas que nos fazem enxergar a situação como uma realidade implacável ou insolúvel. tenho firme convicção de que os problemas causados pelos seres humanos podem ser resolvidos pelos seres humanos. Daisaku Ikeda em mensagem de ano novo.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

me poupe


ai, me poupe desse supérfluo espírito natalino que toma conta de alguns que,por ser dezembro, permitem e cometem pequenas injustiças cotidianas que, acumuladas, geram grandes injustiças, distorções de tudo que é verdadeiramente humano. socorro...tô fora desse tipo de compaixão, a falsa bondade institucionalizada que transita nos enclausurados espaços do ego.se uma maioria tivesse compreendido de fato o que significa o "ame ao outro como a ti mesmo" já não existiria tanta miséria, egoísmo,fome,ganância e bondade que nada muda, ilusão.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

gira, vira, muda, roda


urgência é criatividade, criatividade é iluminação,
iluminação é sabedoria, sabedoria é discernimento.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

luzes, mais luzes, muitas luzes



ela pensou sobre aquelas pessoas, aquelas burocratas que só pensam em números, aquelas corporativistas que protegem tudo que é minuciosamente desumano, que vão ferindo os outros e justificam suas mentiras com mais mentiras, aquelas pessoas com total incapacidade de ser gente, aquelas que vivem com um planejado sorriso bajulador no rosto. leu o sábio do século 13 repreeender um sujeito que se dizia seu seguidor mas agia exatamente no caminho oposto, tomado pela vaidade, essas pessoas que ao receberem um pouquinho só de responsabilidade já se sentem cheios de poder e se alinham aos alienados da aristocracia vigente para perpetuar infinitamente a ignorância, manter os outros sob a sua própria, mísera vigilância. o sábio disse (pra ver se o vaidoso bajulador despertava de seu desumano torpor que o fazia ir contra tudo o que afirmava ser) que uma pessoa assim é "como um rato que se transformou num morcego mas que na verdade não é nem rato nem pássaro". ela achou a imagem forte mas definia muito bem esse tipo de ser.

todos os dias




assim como ela, eu também poderia passar de novembro direto pra janeiro. fico distante desse frisson que invade as cidades e uma grande maioria de pessoas no final do ano.crio um tempo particular pra não permitir que blábláblás ansiosos,afetadas excitações minem a energia que precisa se expressar e se renovar num ritmo conectado todos os dias do ano em fluxo contínuo.hoje, amanhã e depois. bem longe dos que se descabelam pra organizar encontros de confraternização e mal conseguem olhar diretamente nos olhos de ninguém.amo luzinhas, purpurina, lantejoulas que enfeitam gente conectada de verdade.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

fome de que?


pintura de sir edward john poynter

todo desejo é uma forma de oração.
o que está por trás do desejo?
você tem fome de que?
Related Posts with Thumbnails