segunda-feira, 14 de março de 2011

no meu campo: o pão, o fogo, a lua


o  que importa
não é o que estamos fazendo, mas sim o grau de satisfação integral que estamos sentindo - o rio que corre abajo rio -
seja preparando um jantar, fazendo arte ou caminhando à luz do sol ou do luar.
clarissa pinkola estées


7 comentários:

maría cecilia disse...

Un bello momento que me gustaría compartir contigo mi querida!!!!!

Lívia disse...

Simonetta, minha querida Simonetta, quantas saudades!! Há quase dois meses entro no teu blog diariamente, mas ontem não me foi possível. E hoje, no dia do aniversário do Luiz, entro e vejo o pão, o fogo e a lua do teu campo. Mais loba do que nunca! As saudades aumentaram, mas meu coração ficou acalentado, pois estás bem.
Um beijo muito carinhoso,
Lívia

Rio de Janeiro disse...

Queridona do meu coração, assim que li o e-mail da Lívia falando a sua nova postagem, meu coração se encheu de alegria. Bom saber que estás bem e conectada! A mensagem é linda, sincera e integral. Como você realmente é.

Mande mais notícias! Se comunique através dos post. É sempre maravilhoso te ouvir!!!
beijos grandes :)
Marcela

Anônimo disse...

Sou sua "seguidora" secreta, mora em SC e acompanho seus posts diariamente!

Incrível vc de volta!

Beijos,

Pamela

A Menina Sem Século disse...

minha querida,
aqui a vida passa muito breve. hoje não chove e eu choro(só hoje não se preocupe).eu e minhas incoerências com a natureza não é mesmo? Hoje a tarde senti tanta saudade que precisei escapar um pouco de mim. Engoli o café já morno e fui comprar no mercadinho ao meu lado um palmier recheado com chocolate alpino- o seu preferido quando se trata de Nestle. Acho que era uma tentativa de te fazer mais perto impossível.Estou com vontade de colocar a cabeça no seu colo e deitar na grama te contando como foi meu trajeto até chegar em casa. Falar besteiras, comer um pão quentinho, esperar a noite e dividir algumas taças de vinho porque amanhã não tem pressa. Longe de você eu sempre estou com pressa. Te amo e bem agora queria parar o tempo e viver um tempo inventado na sua companhia- porque esses são bem mais divertidos.
depois a gente voltava pra realidade mais corada e tendo certeza das coisas lindas que nos esperam.
beijos muitos. amei a surpresa de te ler hoje. óoo modernidade que demora a chegar aí.
beijos de sua filhota.

Paulina disse...

Querida Simonetta, como vc faz falta.Lívia comentou o seu Blog e deu a idéia de escrevermos aqui.Espero que vc esteja bem, e saiba o quanto é querida e faz muita falta. Bjs Paulina

Simonetta disse...

queridas!!!

abraços abraços,
muito amor

Related Posts with Thumbnails