sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

chuva de mandara


mandara é uma flor que desabrocha no céu, segundo a tradição indiana ela exala uma agradável fragrância e alegra todos aqueles que a vêem. no Sutra de Lótus, ensino em que Sakyamuni (Sidharta Gautama) revela sua iluminação, seu despertar para a essência real de todos os fenômenos,há um trecho que diz assim: "árvores preciosas dão flores e frutos em profusão e os seres vivem tranquilos e felizes. as divindades fazem repicar os tambores celestiais interpretando sem cessar a música mais diversa.uma chuva de flores de mandara cai espalhando suas pétalas sobre o Buda e a grande assembléia." pensei que nada melhor que esta imagem para este fim de semana deste final de 2008 em que criar um ambiente assim só depende de cada um de nós já que a vida de cada um de nós é sim uma música que estamos compondo a cada instante com nossas palavras, pensamentos,sentimentos,atitudes,pode ser qualquer gênero musical (a diversidade enriquece) desde que crie felicidade verdadeira e contagiante (não hedonista e superficial) comprovando que o ser humano tem sim poder para resolver todos os problemas que ele mesmo gerou.porque tudo começa no microcosmo de um pequeno eu que vai se relacionando com o outro e outro e dependendo de sua consciência sobre a vida polui até a água, o macrocosmo, ou então cria um jardim de flores de mandara a sua volta....chove de novo no Rio, o clima está outonal em pleno dezembro, a figueira da índia na minha janela e suas folhas hiper verdes parecem espelhos que brilham.

3 comentários:

karina Manghi disse...

Que hermosura esas flores y la foto.

Dani Barbosa disse...

ameiii essas flores, quem dera meu quarto fosse coberto assim.. acho que vou fazer isso no meu quarto quando voltar!! e nem te contei que vou a Veneza agora no fim do ano né?! pura sintonia...

Oslan Silva disse...

Nam-myoho-rengue-kyo :)

Related Posts with Thumbnails